terça-feira, 26 de junho de 2012

Mestre Bothan

É em teu corpo
que me encontro e me perco
É em teu corpo
que realizo
os meus sonhos profanos,
É em teu corpo que navego
É em teu corpo que arfo de desejos
e deliro de tesão
É em teu corpo
que faço minha lascívia florescer
É em teu corpo que trilho
quando quero prazer
eu bem sei que teu corpo
é minha perdição e minha rendição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário